noticias

Central de notícias

  • header
    03/06/2017 - Geral

    SUSTENTABILIDADE

    SUSTENTABILIDADE

     

    A Organização das Nações Unidas proclamou 2017 como o Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento em reconhecimento ao grande potencial da indústria do turismo, que responde por cerca de 10% da atividade econômica mundial, para contribuir para a luta contra a pobreza e promover a compreensão mútua e o diálogo intercultural, temas centrais da missão da UNESCO.

    Sabemos que muitos de nossos associados desenvolvem projetos e/ou utilizam práticas sustentáveis em seus restaurantes. Por entendermos a importância deste engajamento e com o intuito de incentivarmos que outros conheçam e também incluam determinadas soluções em seus estabelecimentos, a partir deste mês faremos uma série de matérias sobre o tema “Sustentabilidade”.

    A primeira delas apresenta um projeto muito especial comandado pela chef Gabriela Vilar, do Quintana Gastronomia, na cidade de Curitiba/PR:

    ALIMENTO = FUNDAMENTO DA RAÇA HUMANA

    Gabriela Vilar é chef de cozinha e idealizadora do Quintana Gastronomia, espaço referência em cozinha saudável e sustentável, localizado em um ambiente repleto de gastronomia e cultura. Possui sólida carreira no setor de alimentos e bebidas, produzida com atenção à sustentabilidade, à saúde e à cultura.

    Gabriela vê o alimento como um fundamento da raça humana, e por mais simples que isso possa parecer, a maior parte das vezes não é percebido. No Quintana Gastronomia, desenvolve um trabalho de conhecimento do alimento que vai além das técnicas e preparos, em um processo evolutivo contínuo, compreendendo desde o aproveitamento das águas das chuvas para regar um ecodeck, passando pela compra de alimentos orgânicos de produtores locais, até a separação eficiente de resíduos orgânicos para compostagem. Outra ação de destaque é o cultivo de abelhas sem ferrão no próprio ambiente do restaurante, espécie em extinção no país e que possui uma importância desconhecida por muitos:

    AS ABELHAS E A BIODIVERSIDADE

    Imagine o planeta sem Abelhas. Imagine o planeta sem peras saborosas, belas flores ou morangos suculentos. Agora, imagine o planeta sem um terço de todo o alimento global.

    Silenciosamente, bilhões de abelhas em todo o planeta estão morrendo de maneira expressiva, colocando em perigo nossa cadeia alimentar. Se declínio das abelhas continuar ocorrendo, corremos o risco de perder uma parte significativa da flora do mundo e, consequentemente nossa fauna também seria prejudicada.

    Apesar de serem predominantemente conhecidas como produtoras de mel, as abelhas também fornecem cera, própolis, pólen, geleia real, entre outros, e podem ser criadas para a exploração destes produtos. Economicamente, não são importantes somente pelos produtos que nos fornecem. Estima-se que um terço da alimentação humana dependa direta ou indiretamente da polinização realizada por abelhas.
     

    “As abelhas são responsáveis por 70% da produção
    de alimentos no mundo, e nossos esforços devem
    ser 
    voltados a sensibilizar sua importância às pessoas – não
    apenas pelas importantes propriedades medicinais do
    mel nativo, mas o valor do 
    seu trabalho de polinização e
    preservação da cultura nativa brasileira”, 

    explica Gabriela.
     

    Se o receio de levar ferroadas é o que impede de se colocar em prática o interesse pela produção de mel, alimento com demanda certa, por ser um produto saudável e delicioso, uma boa alternativa é o manejo de abelhas sem ferrão. Impossibilitadas de dar doloridas picadas, elas não precisam de fumaça para ser acalmadas nem que o apicultor use equipamentos de proteção individual (EPIs), como macacão com máscara conjugada, botas de borracha e luvas de nitrila. Atrofiado ao longo da evolução das espécies desse grupo, o ferrão não oferece risco à população, permitindo que essas abelhas possam ser criadas em áreas próximas de pessoas e animais, inclusive em ambientes urbanos.

    O Quintana atualmente possui 7 colmeias, em pleno centro de Curitiba, e seu exemplo foi responsável pela instalação de 12 novas colmeias de abelhas sem ferrão em residências de clientes que também perceberam como suas ações poderiam favorecer, para todos, o meio ambiente.

    “O cliente atual não está procurando apenas
    se satisfazer na alimentação, mas sim entender
    e beneficiar sua relação com a mesma.

    Quem desejar saber mais sobre este importante trabalho, basta entrar em contato com a chef no Quintana Gastronomia, pelo e-mail: quintanagastronomia@gmail.com ou  pelo telefone (41) 3078-8944.

    Comentários
    footer
listar todos Próxima Notícia Notícia Anterior